quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Novidades | Transamazônica


Oiê Gentii, o blog da floor esta com uma proposta nova. Esta pensando que não adianta falar tanta coisa maneira aqui e não falar um pouquinho sobre atitudes e consciências sociais. Então pelo menos uma vez na semana ou em duas semanas sobre esses assuntos. Com os temas: “Responsabilidade Social” e “EcologicamenteCorreto/Errado”.
Espero fazer alguma diferença nesse mundão enorme aii!


O primeiro assunto a ser tratado é..
Transamazônica – BR - 230


A Rodovia Transamazônica (BR-230), projetada durante o governo do presidente Emílio Garrastazu Médici (1969 a 1974) sendo uma das chamadas "obras faraônicas" devido às suas proporções gigantescas, realizadas pelo regime militar, é a terceira maior rodovia do Brasil, com 4.000 km de comprimento, cortando os estados brasileiros da Paraíba, Ceará, Piauí, Maranhão, Tocantins, Pará e Amazonas. Nasce na cidade de Cabedelo, na Paraíba, e segue até Lábrea, no Amazonas. É classificada como rodovia transversal. Em grande parte, principalmente no Pará e no Amazonas, a rodovia não é pavimentada.


Planejada para integrar melhor o Norte brasileiro com o resto do país, foi inaugurada em 30 de agosto de 1972. Inicialmente projetada para ser uma rodovia pavimentada com 8 mil quilômetros de comprimento, conectando as regiões Norte e Região Nordeste do Brasil com o Peru e o Equador, não sofreu maiores modificações desde sua inauguração.
Por não ser pavimentada, o trânsito na Rodovia Transamazônica é impraticável nas épocas de chuva na região (entre outubro e março). O desmatamento em áreas próximas à rodovia é um sério problema criado por sua construção.


Essa estrada permite abertura de áreas da Amazônia que estão inacessíveis hoje e promove uma migração dos focos de desmatamento. "Muitas regiões não estão preparadas para esse tipo de empreendimento. O desmatamento se espalhará por estradas laterais, de acesso, sem controle nenhum", explica. A pavimentação da rodovia trará, além do desmatamento, a grilagem, os problemas sociais e o conflito de terra numa região que ainda não apresenta esse tipo de problema.


O homem às vezes acha que esta ajudando, porém muitas vezes atrapalham. Essa rodovia foi uma desgraça para os índios, animais que lá habitam e ao meio ambiente (pois com essa abertura foi mais fácil haver desmatamento). Agora isso só serve para ser dito que é a 3º maior rodovia brasileira, grande merda!

3 comentários.:

jéssica L disse...

A cada dia que passa o homem só pensa em constrir, construir sem pensar que está destruindo a natureza.

k. florzinha . disse...

infelizmente, depois só sobraram baratas!

Layla Mendes . disse...

sumiu não foi ?

eu amo isso aqui s2

beijos da sua fã :*

Postar um comentário

Aproveite.
Essa é uma das poucas
coisas que é degraça.. =P

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


Dêem flores enquanto possam
apreciá-las, porque depois elas
servirão para cobrir
sepulturas..